sexta-feira, 6 de maio de 2011

Ultimas palavras...

Amor, volta comigo?” – Foram as ultimas palavras ditas por ela antes que seus olhos se enchera de lágrimas... Três simples palavras, mas que naquele momento para mim, tiveram o peso de uma tonelada de dizeres, quantas memórias e lembranças de nós dois passaram em minha mente ao te ouvir dizer para voltarmos. Acabei me lembrando do dia em que te conheci, daquela tarde em que nos beijamos pela primeira vez, de você me olhando no fundo dos meus olhos e dizendo o “eu te amo!” mais sincero que eu poderia ouvir no mundo, me lembrei de nossas bocas tão dependentes uma da outra. Ás vezes quando eu percebia que você estava triste com algo, eu sempre conseguia tirar um lindo e enorme sorriso daquele seu rostinho emburrado e te fazia esquecer do mundo. Parece estranho, mas são memórias que mesmo querendo, eu não consigo esquecer...
Notei que em tua fala havia enorme arrependimento pelos erros que havia cometido no passado, e talvez havia também um certo tom de tristeza (parece que a vida não fora muito boa contigo nesse tempo em que ficamos longe um do outro). Algo meio irónico, pois quando mais precisei de alguém do meu lado, você não hesitou em me virar às costas, quando mais precisei de apoio, você não pensou sequer se eu iria sofrer quando você fosse embora. E agora, quando tudo em minha vida está voltando ao seu devido lugar, me aparece você dizendo que tudo entre nós ira mudar...
Sinceramente, tenho certeza de que nada irá mudar, será tudo igual, tudo do mesmo maldito jeito! Confesso que meu primeiro pensamento foi apenas te olhar no fundo dos teus olhos, sorrir brevemente e dizer: “- Sim! Eu volto, não consigo viver sem você!” (culpa do meu coração lerdo, que ainda não conseguiu te esquecer), mas mesmo que meu tolo coração insista em te querer de volta, o resto de mim teima em falar mais alto e dizer que "Não!". Talvez porque meus olhos já não brilham mais como antes ao te ver, seu doce cheiro já não enfeitiça mais a minha mente, e sua voz que era tão especial para mim se tornaste apenas mais uma entre milhares, realmente não havia nada melhor no mundo do que acordar com você me ligando, me desejando um bom dia e falando que me amava mais que tudo nesse mundo, mas agora, nem mesmo dependente dos teus beijos eu sou mais...
Não vou negar que ainda te amo (e muito, aliás), afinal nossos momentos juntos valeram por quase uma vida inteira. O que eu mais queria no mundo era te dizer neste momento um grande e sonoro "sim", mas receio ter que te responder ao contrário... Me desculpe, mas acho que você não me faria mais feliz como um dia já me fez. Posso até estar errado em minha decisão, posso até mesmo estar mandando embora para sempre o amor da minha vida, mas por mais que me doa dizer esse "não", sinto que isso é algo que tem que ser feito...


"Hoje estou indo embora da sua vida e se eu não mais voltar, saiba que te amei cada segundo da minha própria existência...”

2 comentários:

  1. O amor tem muitas faces, centenas de histórias e inúmeros finais, nem sempre felizes eu sei, mas mesmo assim não deixam de ser amor...
    Não me arrependo de todos os meus "nãos" pela vida, certo ou errado tanto faz, para dizer a verdade evito pensar nisso, mas sei que todo o amargo que eu vivi até hoje, foi necessário para me fazer crescer e evoluir para me tornar o que eu sou, pode parecer triste eu sei, mas isso é apenas a vida sendo ela mesmo...

    ResponderExcluir

Se identificou com o texto? Conte-nos sua história, nos mostre um pouco dos pensamentos e sentimentos que estão guardados ai neste teu peito enferrujado, desabafe.

Ou apenas venha dizer um olá e quem sabe dividir um copo de café conosco (: