terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Máscaras

Medos afogados em doses de vodka
Inseguranças presas numa carteira de couro
Dólares não fazem de você alguém melhor
E mesmo assim você sorri

As lágrimas que você não mostra
Se acumulam dentro de você
Chegará o dia em que essa represa romperá
E inundará sua vida

É melhor você se olhar no espelho
E se reconhecer o mais rápido possível
Ou essa máscara não sairá
E você morrerá sem rosto

Passará a eternidade
Bailando uma música que não existe
Num salão vazio
Enquanto todos já foram para casa...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identificou com o texto? Conte-nos sua história, nos mostre um pouco dos pensamentos e sentimentos que estão guardados ai neste teu peito enferrujado, desabafe.

Ou apenas venha dizer um olá e quem sabe dividir um copo de café conosco (: