terça-feira, 12 de julho de 2011

Eu, eu mesmo e meu coração...

Já é noite, faz frio lá fora, enquanto estou aqui sozinho em meu quarto tentando escrever um bom texto em meio a tão poucas palavras... Os pensamentos falham, culpo o sono pela falta de criatividade, mesmo apesar de saber que no fundo ele não tem culpa alguma. Meus dizeres aos poucos vão se tornando obscuros e sinuosos, logo penso em desistir de escrever por hoje (afinal, todo escritor tem seu dia ruim, e talvez esse seja apenas mais um deles), mas derrepente - como o apertar de um gatilho - lembranças de você invadem minha mente, e inúmeros  sentimentos inundam meu coração. Começo a reviver em meus pensamentos todos os momentos que tive junto a ti. Cada sorriso, cada olhar, cada beijo...
As palavras então vão se formando em um ritmo acelerado, quase que frenético. E quando percebo, já escrevi mais de mil poemas e canções em teu nome...
Um sorriso bobo então se abre em meu rosto, meu coração se aquece, e logo penso : "Será que é amor ?"


  " Cada momento com você é único e especial, me sinto imensamente feliz ao teu lado... "

2 comentários:

  1. queria estar assim como voce
    mas estou destruido por dentro
    meio emo ou gay vão dizeer mas sei lá
    bom texto cara

    ResponderExcluir
  2. Sei como se sente. Afinal, quem nunca se sentiu assim ? =/

    ResponderExcluir

Se identificou com o texto? Conte-nos sua história, nos mostre um pouco dos pensamentos e sentimentos que estão guardados ai neste teu peito enferrujado, desabafe.

Ou apenas venha dizer um olá e quem sabe dividir um copo de café conosco (: