segunda-feira, 11 de abril de 2011

Insônia...

Já são quase quatro da manhã e nada ainda de eu conseguir dormir, talvez seja só mais uma mera insônia, ou talvez seja porque não paro de pensar em você (e como tenho pensando em ti ultimamente). Meus pensamentos me perseguem nas horas em que mais preciso esquecê-los, quantas e tantas lembranças me vêem neste momento em minha mente (a maioria, lembranças de nós dois, eu confesso). Olho para o relógio, como se esperasse pelo sono que uma hora haveria de chegar, mas nem sinal dele. O tempo se torna um inimigo, insiste em correr tão rápido, tão depressa. E a cada segundo que passa só me mostra ainda mais de que já passou da hora de me deitar, afinal não sou de ferro, preciso descansar também. Culpo o teu sorriso pela a minha indesejável insônia, o teu jeito de falar que eu tanto adoro e teu olhar, único e indescritível. Culpo-lhe por você ser para mim tão perfeita, tão sincera, tão doce. E no fim, culpo-me por não conseguir te esquecer, pois quando cai à noite, sou eu que sofro de tanto pensar em você...

2 comentários:

  1. gostoo, relata oq eu to passando , te seguindo !(y)

    ResponderExcluir
  2. Pelo menos de certa forma, fico feliz por saber que não sou o unico a passar por isso (:

    ResponderExcluir

Se identificou com o texto? Conte-nos sua história, nos mostre um pouco dos pensamentos e sentimentos que estão guardados ai neste teu peito enferrujado, desabafe.

Ou apenas venha dizer um olá e quem sabe dividir um copo de café conosco (: